URUGUAI IMOBILIÁRIO

 

O que torna o Uruguai um mercado atraente para investir em imóveis? Por que cada vez mais estrangeiros são seduzidos por ele?

5/5

URUGUAI

O Uruguai é o país mais seguro da América Latina, o melhor em estabilidade política e econômica, o mais transparente e o menos corrupto. 

city-woods-MXbM1NrRqtI-unsplash-min

URUGUAI IMOBILIÁRIO

Dentro da América Latina, e talvez além dessas fronteiras, o Uruguai é considerado um país seguro e estável, tanto política quanto socialmente e economicamente. Isso o torna um destino ideal para investir e, porque não, para morar. 

Por um lado, o Uruguai é um país onde lOs indicadores de governança, renda per capita e desenvolvimento social têm se mantido constantes. A estabilidade torna as políticas previsíveis apesar das mudanças de governo e isso dá muita tranquilidade aos cidadãos e, mais ainda, aos investidores. 

Por outro lado, o Uruguai continua a ter uma democracia forte e se classifica bem nos rankings globais de qualidade institucional. A sociedade uruguaia goza de coesão social e as disputas político-sociais ocorrem em um clima de consenso sem desestabilizar excessivamente sua estrutura. O uruguaio é pacífico e costuma chegar a acordos por meio do diálogo. 

Além disso, para o investidor estrangeiro, no Uruguai é aplicado o regime de total liberdade na saída e entrada de capitais e moedas, bem como um sistema de livre câmbio de conversibilidade para a moeda uruguaia, o que o torna um mercado muito acessível .

O Uruguai continua estabelecendo políticas claras em relação à sua economia, para que os altos e baixos não afetem muito o investidor e isso gera segurança e tranqüilidade para quem decide apostar no tijolo. Além disso, políticas têm acompanhado essa explosão do setor com leis e programas que incentivam a construção por meio da concessão de benefícios fiscais aos investidores. 

Finalmente, o negócio imobiliário uruguaio mostra boa rentabilidade e está em um momento muito dinâmico, com propostas diversificadas e interessantes, por isso há muito por onde escolher. 

Ou seja, para o investidor estrangeiro: o risco é mínimo e o retorno é alto!

Mas, a economia mundial não vive seu melhor momento e a desvalorização do dólar em relação ao peso nacional está acendendo alguns alarmes. Porque? Como o dólar está mais barato, os empresários aumentam os preços para cobrir os custos, já que os projetos não podem ser feitos com a mesma quantia de dinheiro. 

No entanto, especialistas dizem que o mercado imobiliário uruguaio tem um comportamento particular em tempos de crise, por exemplo, em pleno colapso devido ao coronavírus que explodiu, obtendo compras e consultas recordes de investidores uruguaios e estrangeiros. Além disso, a pandemia também abriu uma nova porta porque os lares se tornaram o centro nevrálgico da família, do trabalho e da atividade social. Desta forma, instalaram-se novos hábitos, novas formas de repensar como viver e usufruir da casa e da envolvente imediata, o que desencadeou novas ideias com propostas mais criativas. 

A presidente da Câmara Imobiliária do Uruguai, Beatriz Carámbula, espera 2023 com "atividade dinâmica e constante no mercado imobiliário porque o investimento nesta área continua sendo um dos mais acessíveis, além de atraente e estável, em comparação com outros" .

Espera-se também que o mercado uruguaio continue aprofundando a diversidade de construções, desde habitações promovidas até edifícios com amenidades e bairros privados. Estas tendências representam opções muito tentadoras tanto para investir como para residir. Beatriz Carámbula está confiante de que o crédito imobiliário crescerá, tanto em número de operações quanto em valor, devido aos bons sinais da economia uruguaia. Espera-se uma procura estável para o próximo ano, o que se reflectirá não só no arrendamento de habitações mas também em espaços comerciais. Por outro lado, aumenta também a procura de arrendamentos, o que continua a ser uma opção muito atractiva para os investidores.

É verdade que o mundo é muito instável e investir pode gerar algumas dúvidas, mas os promotores imobiliários têm grandes expectativas para a economia uruguaia em geral e para o setor imobiliário em particular. 

Muitas vezes uma situação econômica global instável causa uma trava nos investimentos por medo, mas a opção de antecipar e poder comprar hoje é inteligente e valiosa. Sem dúvida, investir em imóveis no Uruguai é seguro e rentável.

Se você está pensando em investir em imóveis no Uruguai, provavelmente tem algumas dúvidas. Tentaremos responder às mais frequentes.

PERGUNTAS FREQUENTES:

O QUE O ESTRANGEIRO PODE COMPRAR NO URUGUAI? URUGUAI IMOBILIÁRIO
Não há restrições sobre qualquer tipo de propriedade para compradores estrangeiros. Tudo que você precisa para comprar um imóvel no Uruguai é um passaporte válido e comprovante de fundos. O governo protege o investimento estrangeiro através das leis do país. e os estrangeiros têm os mesmos direitos de propriedade que os uruguaios para que possam exercer qualquer atividade econômica que desejem.

PRECISO SER RESIDENTE PERMANENTE PARA TER CASA OU FAZER NEGÓCIOS NO URUGUAI?
Não, não é necessário ser residente para possuir bens imóveis ou fazer negócios, desde que não ultrapasse o tempo máximo de permanência de 180 dias por ano.

O QUE FAZ UM TABELIÃO PÚBLICO CHAMADO "SCRIBANO" OU "SCRIBAN" NO URUGUAI? URUGUAI IMOBILIÁRIO
Protege os interesses do comprador no processo de compra, como um agente fiduciário/título nos Estados Unidos. Verifique o histórico da escritura/título nos últimos 30 anos e elabore o contrato de pré-venda e o contrato final de venda. Da mesma forma, estrutura a compra e se encarrega do pagamento inicial ou depósito e do pagamento final, e registra a compra no Registro Público.

COMO FUNCIONA O REGISTRO PÚBLICO NO URUGUAI?
Cada propriedade é identificada com um número chamado "Padrón" e é registrada pelo seu número de Padrón no Registro Público, que é subdividido em seções geográficas. O registro tem todo o histórico da propriedade, ônus e informações sobre hipotecas para garantir que o comprador receba um título limpo.

COMO FUNCIONA O PROCESSO DE COMPRA NO URUGUAI? URUGUAI IMOBILIÁRIO
O comprador seleciona uma propriedade com seu agente imobiliário, e o comprador e o vendedor concordam verbalmente com um preço por meio de seus agentes. O comprador seleciona seu tabelião que entra em contato com o tabelião do vendedor. O notário é quem lavra um “Bilhete de Reserva” com base no acordo verbal do comprador e do vendedor para garantir as condições de compra. Nesse momento, o comprador deve depositar 10% do preço de venda em seu notário e esse depósito permanece na conta fiduciária "Escrow". Caso alguma das partes descumpra o contrato de compra e venda, é estabelecida uma multa que costuma ser de 10% do valor da compra, denominada “Escritura de Venda”. O vendedor, por seu lado, entrega todos os documentos relativos ao imóvel, incluindo a escritura, que exclui qualquer possibilidade de alienação do imóvel em causa a terceiros. Em seguida, leva de 30 a 45 dias para estudar o título, a cadeia de registros e a situação fiscal. Depois, é marcada a data limite para o pagamento do saldo, a assinatura dos documentos finais, a transferência de propriedade e o registo público.

QUAIS SÃO OS CUSTOS DA TRANSAÇÃO DE COMPRA PARA O COMPRADOR NO URUGUAI?
Os honorários do mediador imobiliário ascendem a 3% mais IVA (22%) e os do notário, 1,5% mais IVA (22%) (caso recorra ao notário/advogado que recomendamos, pois normalmente são os 3% mais IVA) . A isto deve ser adicionado o Impostos notariais (“Montepíos”) que são 0,55%, mais USD 600 – 800 de obtenção de todas as certidões, imposto de selo para registro da escritura e todos os pagamentos a órgãos governamentais.
O Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITP) é de 2% do Imposto sobre o Valor Catastral do Imóvel (que normalmente é substancialmente inferior ao valor de mercado. Este valor pode variar ligeiramente devido a flutuações na taxa de câmbio e será determinado no momento da a data de encerramento).
No total, os custos de transação para o Comprador são de aproximadamente 7% no Uruguai.

TENHO QUE ESTAR NO PAÍS PARA CONCLUIR A COMPRA? URUGUAI IMOBILIÁRIO
Você não precisa estar no país para fechar a compra. Através de uma "procuração", você pode designar alguém de sua confiança para tratar da assinatura do contrato de qualquer compra. O custo de uma procuração é de aproximadamente US$ 400.

TER UM IMÓVEL ME PERMITE OBTER UMA RESIDÊNCIA?
Não automaticamente. Muitos outros aspectos devem ser atendidos, como comprovação de renda, etc. Podemos recomendar a você especialistas em imigração que falam inglês e alemão. Consulte nossa página de Residência/Imigração.

POSSO TER UM SISTEMA DE SAÚDE? URUGUAI IMOBILIÁRIO Até os 65 anos, a entrada no sistema de saúde não costuma ser um problema, e as contribuições são as mesmas independentemente da idade, em torno de 120 ou 180 dólares por mês. 

Os cuidados médicos são muito mais baratos do que nos Estados Unidos ou na Europa. Um bom plano de saúde abrangente oferece uma escolha de diferentes hospitais por uma taxa mensal de $ 100-120. Em geral, o nível médico é bastante alto no Uruguai.

blog

Conheça o estilo de vida de luxo em Punta del Este e José Ignacio através do nosso blog

Casas em Punta del Este com acesso direto de helicóptero à sua casa de luxo

Punta del Este é um dos destinos turísticos mais exclusivos da América do Sul. Sua linda...
Ler

As casas mais luxuosas e exclusivas de Punta del Este com heliporto privado

Introdução Punta del Este, localizada na costa leste do Uruguai, é um destino turístico...
Ler

Casas à venda em Punta del Este com heliporto privado, a escolha perfeita para os amantes do luxo

Se é amante do luxo e da exclusividade, não pode ignorar a oportunidade de adquirir um...
Ler

Viva o sonho de ter um heliporto particular em sua própria casa em Punta del Este

Punta del Este, localizada no extremo sudeste do Uruguai, é reconhecida mundialmente como uma das...
Ler

Compare listagens

Comparar
× Como posso te ajudar?